4.11.05

 

A mensagem por detrás da música


Já alguma vez lhe aconteceu bater à porta do seu filho para que baixe o volume da música que está a ouvir? Este provável cenário é um dos mais frequentes em todos os lares com crianças ou jovens. Mas você realmente parou para escutar com atenção as letras das músicas favoritas do seu filhos? Algumas canções transportam mensagens negativas que podem estar relacionadas com pensamentos e sentimentos agressivos. Antes de tentar pedir para baixar o "barulho" que o seu filho está a ouvir, considere se aquele tipo de música deve ser limitado ou desligado.

A música exerce um maior papel na vida de um jovem do que os pais podem julgar. Com mais de 20 estilos de música para escolher, segundo alguns estudos, os mais jovens ouvem música na rádio, CDs, internet e na tv durante 3 a 4 horas por dia. A música está presente mesmo quando os miúdos estão a ver cinema ou televisão, nos jogos de vídeo ou quando estão a navegar na internet.

A música está ligada às emoções dos jovens e podem mesmo ajudar a moldar os seus estados de espírito. Quando o seu filho ou filha encontra uma canção de que gosta bastante, ele/ela pode ouvi-la montes de vezes. Repetir uma canção por longos períodos de tempo pode ter um forte impacto emocional no ouvinte. Por esta razão, as canções violentas podem ser mais influenciáveis do que outro tipo de violência dos media. Na verdade, investigadores nos Estados Unidos descobriram que ouvir heavy metal ou música rap está correlacionado com atitudes hostis, atitudes negativas em relacão às mulheres, baixo rendimento académico, problemas comportamentais na escola, consumo de drogas e prisão.

Esta influência negativa pode vir de mais do que apenas das canções. Quando questionados sobre quais os seus heróis, os adolescentes escolhem mais frequentemente músicos do que desportistas. O/a Cantor/a favorito/a do seu filho - sejam eles bons ou maus exemplos - podem ter um impacto no seu filho.

Apesar do poder da música e dos músicos, é importante lembrar que os pais continuam a ser a principal influência na vida dos seus adolescentes. Aumente essa influência às escolhas das músicas dos seus filhos e:

- Exponha as crianças a uma grande variedade de músicas desde a mais tenra idade. Para os miúdos, ouvir música de todo o mundo pode levar a uma aventura de descobertas sobre outros países e culturas.

- Seja conhecedor das letras das músicas dos seus filhos. Lembre-se, novas canções frequentemente substituem antigas favoritas.

- Para as crianças mais novas, seja explícito sobre os seus valores de família e o que você irá e não irá permitir que o seu filho ouça.

- Para as mais velhas, mantenha linhas de comunicação abertas; pergunte por que é que eles gostam de determinada música. Estabeleça limites sobre onde elas podem ouvir e durante quanto tempo.

- Tenha em conta que ouvir música heavy metal não é em sí um motivo de alarme, mas se o seu filho estiver a enfrentar problemas com amigos, pais, irmãos ou irmãs, ou professores, você pode necessitar de encontrar ajuda profissional. Comece falando com o professor, psicólogo da escola ou o médico de família

- Encorage a utilização de tampões de ouvidos em concertos de rock ou em outros locais onde música em alto volume seja tocada por um grande período de tempo. Explique os efeitos da música alta na audição.

- Fale com eles sobre o que têm estado a ouvir e a razão pela qual alguma música não é apropriada. Tente limitar o contacto da sua criança com música que retrata mensagens negativas.


Ter uma atitude crítica nas escolhas de músicas de uma criança pode ser uma questão melindrosa. Fale com ela sobre as suas músicas e ajude-a a ver a diferença entre entretenimento e influência. Manter linhas de comunicação aberta entre você e o seu filho e ensinar-lhe a tomar boas decisões pode ajudar a trazer harmonia para nas vidas de ambos.

Comments:
oi!!
sou uma jovem com 17 anos e akabei de ler este blog, e n m passou indiferente.
talvez algum tempo atras nao ligasse muito a este tema mas como tenho um trabalho para fazer tive muito para investigar...
sou adolescente mas compreendo prefeitamentee todos estes problemas expostos, e estou a escrever para deixar os meus parabens.. continuem assim
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?